Carregando Notícia
Curiosidades

5 coisas que o ginecologista tem ‘nojo’ em suas pacientes, mas jamais falarão

Médicos ginecologistas tem nojo de muita coisa, mas não conta ao paciente.

Médicos ginecologistas fazem parte de uma das especialidades médicas mais importantes da medicina. São eles os responsáveis por ajudar mulheres a superar problemas da saúde. Porém, por disso, iremos falar uma coisa que talvez muita gente não sabia, mas são situações em que o ginecologista sente ‘nojo’ em suas pacientes, mas que nunca irá te falar por questões de ética médica. Você pode ler essas dicas abaixo e saber as melhores condutas antes e durante uma consulta médica e evitar momentos constrangedores.

PUBLICIDADE

O primeiro nojo e de paciente que não conta toda a verdade a eles. Os profissionais não gostam nada de suas pacientes que escondem que estão com sintomas e o pior de tudo é que ao fazer isso, o paciente não só se prejudica, mas também atrapalha o desandar da consulta médica. Essa mentira pode até tardar ou impossibilitar a cura de alguma doença. Nunca esconda toda a verdade do médico e nem omita alguma informação necessária.

A mentira é a pior coisa e um dos maiores nojos que o médico pode sentir. Esconder toda a verdade do que está acontecendo é mentir sobre seus sintomas, ginecologista não gostam nenhum pouco disso. A mentira, assim como pessoas que escondem alguns fatos, podem ser prejudiciais para o médico entrar a cura da paciente. Jamais pense em mentir ao seu médico, saiba que isso pode influenciar na sua saúde.

Poucas consultas ao ano são odiadas pelos médicos ginecologistas. Se você é uma mulher, precisa se consultar com frequência para manter a saúde em dia, não visita o médico somente quando tem um problema. Procure fazer mais de uma consulta ao longo do ano no seu ginecologista, para realizar todos os exames necessários.

Ter vergonha de se depilar também é odiado por esses especialistas. É indicado se depilar no dia da consulta ao ginecologista, pois é desagradável ir com os pelo pubianos muito grandes, uma vez que isso dificulta algumas coisas. Considere se depilar ou ir a um esteticista antes da consulta rotineira ao seu médico.

Cantadas na hora da consulta é terminantemente proibido no momento da consulta. Além de ferir qualquer ética que deve existir entre médico e paciente, tal delito pode ser considerado como assédio moral. O médico ou médica está ali para realizar o trabalho dele, e não para paquerar ou receber cantadas.