Carregando Notícia
CuriosidadesSaúde

5 coisas que provocam mau cheiro na região intima

Apesar do odor vaginal ser algo natural e comum em todas as mulheres, muitas ainda têm vergonha

Nós mulheres sabemos que nossa região íntima tem um cheiro específico e único, sendo cada mulher tem sua singularidade.
O corrimento liberado pela vagina é resultado de secreções de glândulas, provenientes da reparação celular e bactérias da flora vaginal, que são chamados de lactobacilos. Considerando a sua importância porque mantêm o equilíbrio na região, impedindo infecções de bactérias ou fungos patológicos.

PUBLICIDADE

“O cheiro é sutil e nada desagradável. Sempre faço uma comparação junto com as minhas pacientes: se a nossa boca tem glândulas que produzem secreção salivar então por que é esperado que a vagina não libere nenhum corrimento?”, questiona a Dra. Aparecida Cavalcante Ikegiri, formada na PUC/SP em Medicina, com especialização na área de Ginecologia e Obstetrícia no Hospital Pérola Byington.

“Deixa de ser normal quando a secreção está amarelada, com sintomas como prurido, dor, ardência e odor de ‘peixe podre’”, relatou outra ginecologista, a Dra. Fernanda Cristina Antunes de Araujo Pepicelli, do Hospital Bandeirantes.

5 motivos que provocam o mau cheiro na região íntima da mulher
  1. Higienização correta : é importante salientar que só precisamos de duas coisas para manter a região íntima limpa todos os dias, que é lavar com água e sabonete somente a parte externa e NUNCA na parte interna. “Passe os dedos em todas as dobras, retirando a secreção branquinha, que é excesso de pele morta e secreção acumulada produzida pelas nossas glândulas e que pode contribuir para o aparecimento do mau cheiro”, explica a ginecologista e obstetra Dra. Patrícia Toniolo Varella Costa, formada pela USP.
  2. Calcinhas : a ideal para prevenir doenças e maus cheiros, as recomendáveis são de algodão, pois mantêm a transpiração vaginal adequada. Deixe aquelas de outros materiais para ocasiões especiais.
  3.  Desodorantes íntimos ou sabonetes líquidos com cheiros : havendo muitas opiniões contra e a favor de alguns especialistas, a recomendação de alguns são que certos produtos podem causar processos irritativos e alérgicos. Se por acaso for utilizar, sempre prefira os com o pH neutro para não desequilibrar a flora vaginal.
  4. Uso frequente de absorventes diários : os absorventes são recomendados para o período menstrual e busque sempre realizar a troca frequentemente nesse período, sejam eles externos ou internos, substituindo-os a cada três ou quatro horas, nos dias de fluxo mais intenso. Devido as camadas plásticas, o protetor diário pode reter a umidade natural da vagina, fazendo com que haja maior chance de proliferação indesejada de microrganismos que podem desregular a microbiota vagina.
  5. Relação sexual : durante existe uma troca intensa de substâncias e secreções que provocam mau odor e sendo assim tem também a interferência do fluido que no qual é liberado pelo homem que acaba contribuindo que a área fique com um odor ainda mais forte.