Após sentir fortes dores, cantor Waguinho é internado no Rio de Janeiro


Segundo as informações concedidas pela colunista Fábia Oliveira, do ‘O Dia’, o cantor Waguinho, atualmente com 55 anos, deu entrada no Hospital Cariren, localizado no Recreio dos Bandeiras, Zona Oeste do Rio de Janeiro. De acordo com as informações trazidas pela jornalista, o músico passou por uma cirurgia para a retirada de cálculo renal.

Estado de saúde do cantor


De acordo com fontes de dentro do hospital, durante esta quarta-feira (4), Waguinho necessitou ser internado novamente. O fato ocorreu após o cantor sentir fortes dores. Devido a isso, Waguinho necessitou se submeter a uma nova cirurgia e, felizmente, se recupera bem. O cantor, no momento, está acompanhado de sua atual mulher, Fabíola Bastos.

+  Gretchen faz revelação sobre sua vida intima com o marido e agita os fãs; 'gostoso'

Saiba mais

A esposa de Waguinho, Fabíola Bastos, é uma missionária casada com o cantor há 22 anos. Quando ambos se conheceram, Fabíola atuava como modelo, realizando desfiles sminua no Carnaval. Waguinho, por sua vez, cantava pagode, fazendo parte do grupo denominado “Os Morenos”.

Após algumas divergências dentro do relacionamento, que se mostrava instável, Waguinho e Fabíola Bastos optaram por se separar. O ocorrido levou Fabíola, que até então tinha apenas 19 anos, a ter depressão e, mesmo com um filho pequeno, a moça chegou a pensar em suicídio. Durante o ano passado, Fabíola decidiu comentar sobre como aconteceu a conversão dela e de seu marido. Nos dias atuais, Waguinho e Fabíola fazem parte da congregação “Assembleia de Deus Vitória em Cristo”, liderada pelo pastor Silas Malafaia. Na entrevista, Fabíola ressaltou: “. ‘‘Estávamos separados e o Waguinho ainda vivia na prostituição, nas drogas, e eu falei para Deus que queria ele transformado. Foi a mão de Deus.”

+  'BBB 21': Arthur revela que quer se encontrar com Carla Diaz e dispara: 'Amor'

Cantor do Molejo fala sobre Waguinho

Grandes ícones do pagode durante os anos de 1990 e 2000, o cantor Anderson Leonardo, vocalista do grupo “Molejo”, relembrou sua parceria nos anos 90 com Waguinho, que deixou o mundo da música para se dedicar como pastor em uma igreja evangélica. “E o Waguinho, sabe o que ele fazia? Gostava dedar os tequinhos dele, cheirar uma cocaínazinha. Eu brinco com ele (sobre isso): Irmão, vamos lá pedir cinco gramas para você. Eu não cheiro não, mas eu compro para você”, disparou o cantor.  

+  Tierry revela detalhes íntimos sobre a primeira vez com Gabi Martins

PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário