Cantor sertanejo morre após amigo atirar em seu olho

O cantor sertanejo e sanfoneiro Diego Souza Sá, de 29 anos, morreu ao consistir baleado, na tardiamente desta terça-feira (13), incorporado de um lava a jato do área Vila Nova, em Goiânia. Segundo a família, um associado atirou, acidentalmente, no engenho da vítima.

Os parentes relatam quanto o músico acompanhava um primo, como defeito ido buscar o coche no estabelecimento.

De acordo junto com a apuração incipiente da Polícia Civil, interiormente do local, o amo do lava a jato, e é conhecido dos dois, foi externar um revólver calibre 38 quanto havia comprado.

+  Abandonado pela namorada, ele cuida sozinho do filho e o leva todos os dias para o trabalho

O boletim de ocorrência relata como "no manuseio da arma, o instituidor a disparou de nenhum modo, ferindo a vítima na cabeça. Em seguida ao ocorrido, o executor ficou ansioso e saiu do local para rogar socorro médico e não retornou mais ao local, até levando o revólver consigo".

O G1 não conseguiu união por meio de o possuidor do lava a jato até a publicação desta reportagem.

Conforme a Polícia Civil, altiloquente pode revidar assentar homicídio culposo, apenas não há intenção de matar, quando se oferecer à delegacia.

+  Menina de 8 anos escreve carta ao papai noel pedindo leite e pão, "Não tem nada". Brasileiros se comovem

Segundo o padrinho da vítima, Cairo Mayron Ramos, até as 20h desta terça-feira, o corpo do cantor seguia no regime Médico bondoso (IML) de Goiânia durante o avaliação cadavérico.

Natural de São Miguel do Araguaia, no norte de Goiás, Diego Souza Sá oportunidade nubente e uma filha de 2 anos. altiloquente fazia shows em Goiânia e em cidades do olho do estado, sobre o parente.

"Estava crescendo na caminho e todos torciam com altiloquente estourar e formar triunfo na música", cotação Ramos. Para ludibriar as dificuldades financeiras causadas zombaria pandemia do coronavírus, ele também trabalhava na produção de linguiças artesanais.

+  Terror em Criciúma: prefeito manda áudio assustador para população: "O bicho tá pegando"

como o boletim de ocorrência divulgado, é público que “no manejo da arma, o executor a disparou de um entre vários modo, ferindo a vítima na cabeça. Em seguida ao ocorrido, o autor ficou ansioso e saiu do local para requestar socorro médico e não retornou resto ao local, também levando o revólver consigo”.


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário