Cantora famosa gospel é agredida pelo marido em shopping no Rio

Crimes cometidos contra as mulheres estão aumentado vergonhosamente no Brasil, hoje o Brasil é o quinto país no mundo onde mais se mata, espanca, estupra ou se comete outro tipo de abuso seja físico ou psicológico contra as mulheres. Muitos destes crimes são cometido por pessoas próximas as vítimas como por exemplo seus companheiros.

Está semana, Quesia Freitas, uma querida e conhecida cantora gospel foi agredida pelo seu marido, Bruno Feital, dentro de um shopping no Rio de Janeiro. As cenas foram registradas em vídeo pelo próprio irmão da cantora, o também cantor gospel Juninho Black. Juninho fez a postagem como uma forma de denuncia e protesto em suas redes sociais. Já fazem cerca de dois dias que o vídeo circula nas redes sociais revoltando os internautas pela agressividade do marido da cantora.

+  Mãe de Ísis Helena mandou áudio antes de morrer na prisão: 'Ou assumo o que eles mandam ou vou morrer'

As imagens monstrão o exato momento que o marido da cantora puxa ela com força bruta pelos seus braço deixando Quesia machucada. O irmão da cantora pedia para que o homem a soltasse mas foi preciso que alguns homens que estavam no local agissem para que o agressor não continuasse com sua violência contra a cantora.

O caso ocorreu no Américas Shopping Recreio, no Recreio do Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio, o irmão da cantora pede que a justiça seja feita e diz temer pela vida de sua irmão. Tanto a cantora quanto seu irmão receberam mensagens de apoio pelas redes sociais. De acordo com o revelado pelo irmão de Quesia, ela vem sendo vítima de abusos por parte de seu marido a cerca de um ano e toda a família está abalada com isso.

+  Jhennifer debocha de todos ao vivo ao entrar na sala de audiência

Ele ainda pediu que as imagens que ele postou sejam compartilhadas com o maior número de pessoas o possível para que desta forma o caso de sua irmã fique conhecido e outras vítimas de abusos cometidos por seus companheiros se encorajem e busquem ajuda.


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário