Covid-19: Apresentador do Cidade Alerta, Luiz Bacci, testou positivo

Luiz Bacci, 36, apresentador do “Cidade Alerta”, teste positivo para coronavírus. A coluna mostrou que a Record já havia sido notificada sobre o assunto. A informação foi confirmada por três fontes diferentes.

Na tarde desta quinta-feira (19) será tomada a decisão de quem substituirá o programa policial.

O apresentador terá que passar as próximas duas semanas fora do trabalho e ficará isolado em casa. Ele é assintomático e fez todos os exames necessários.

Procurado, um consultor da Record disse que não comentaria o caso porque não poderia abrir o histórico médico de seus contratados.

+  Ele disse a esposa que iria trabalhar, mas na verdade foi se casar com a amante

Na semana passada, casos de coronavírus foram confirmados na Rede Vida (com Dalcides Biscalquin e os padres Juarez de Castro e Marcos Roberto), Jovem Pan (o último comentarista Adrilles Jorge) e Band (com Mariana Godoy e Milene Domingues).

O segundo lugar vai para o programa “Cidade Alerta”

O Cidade Alerta, nesta terça-feira (17), foi vice-campeão em termos de público na faixa total, das 16h53 às 19h52.

+  Suposta amante de Gusttavo Lima faz confissão pública após pegação com cantor vazar: “Foi infeliz”...

O jornal comandado por Luiz Bacci teve média de 7 pontos, um top 10 pontos e uma participação de 11%.

Luiz Bacci e a TV Record terão que pagar R $ 50 mil por fictícia acusação de homicídio

Luiz Bacci e a Record TV foram condenados e terão que pagar R$ 50 mil a um homem que foi acusado de abuso sexual e consequente assassinato de sua enteada no relatório Cidade Alerta.

Após a publicação do artigo, ficou comprovado que a criança morreu de infecção pulmonar.

+  Menina de 7 anos fica traumatizada por ter cabelo cortado à força por professora

Segundo Uol, a decisão de indenização foi proferida pela 4ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo, que manteve por unanimidade a sentença original da juíza Melissa Bertolucci.

O relator do caso observou que a Record e o apresentador violaram o direito à liberdade de informação, chamando o autor de “monstro cruel”.

O estado do apresentador é estavel e não tem maiores problemas de saúde até o momento.


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário