Famosa vidente prevê nova onda de Coronavírus e mais tragédias impactantes

A famosa cartomante cubana Mhoni, que tem uma parcela constante de programas de TV mexicanos e colunas em sites famosos de todo o país, fez algumas previsões para as últimas semanas de 2020.
De acordo com o esotérico, o México e vários outros países sofrerão com a segunda onda de Covid-19, que embora apavorante como a primeira, não afetará a economia como já afetou. Vale ressaltar que, quer Mhoni esteja prevendo ou não se isso vai se concretizar no México ou não, o fato é que vários países europeus já estão passando por uma segunda onda de infecção por coronavírus, declarando quarentena após meses de normalização.

+  Desesperada, filha faz boca-a-boca para tentar salvar mãe com 'Covid-19'


O comunicado foi divulgado no programa Aquí Contigo, da TV El Heraldo. No início da pandemia, de março a abril, o mesmo médium dizia que o mundo inteiro sofreria com o coronavírus e que haveria muitas mortes. Durante esse tempo, os países da América começaram a usar medidas de quarentena e segurança para conter o vírus, que já devastava países da Europa, mas o número de casos em todo o mundo estava abaixo de meio milhão.
O cubano também garantiu que o México será atingido por um forte terremoto com temperatura de 6 a 6,4 graus no início de novembro. Seu principal sinal são as altas temperaturas do país de hoje. Segundo Mhoni, não é normal que este país faça tanto calor em outubro, e quando isso acontece, é por causa de um terremoto. Ele também disse que depois que a onda de calor atual passar, haverá uma forte onda de frio e que as pessoas agora devem se preparar para proteger e prevenir várias doenças.
Mhoni é conhecido por prever o mundo das celebridades e tragédias. Suas previsões nem sempre se concretizam, mas o fato é que, em termos de tragédia, ela tem uma longa história de fatos previstos corretamente.
Em março, ela declarou que Donald Trump teria um problema de saúde e não venceria as eleições. Coincidência ou não, Trump teve um coronavírus recentemente, e as pesquisas desde setembro indicam que Biden teria uma chance melhor de vencer a eleição do que um magnata que seria altamente rejeitado.
 

+  Após denúncia, escola volta atrás depois de cobrir menina negra em anúncio

PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário