Funcionário sofre duro castigo após postar fotos ao lado do corpo de Maradona

Argentina chora a morte de seu maior ídolo, Diego Armando Maradona, que morreu de parada cardíaca na última quarta-feira (25) aos 60 anos.

Milhares de pessoas saíram às ruas de cidades argentinas para prestar suas últimas homenagens ao gênio do futebol da seleção nacional.

Na cidade de Buenos Aires, capital da Argentina, aconteceu uma viagem a Diego Maradona, que foi aberta ao público.

Segundo a polícia local, seu corpo estava sob vigilância na sede oficial do Palácio Presidencial Argentino Casa Rosada. Mais de um milhão de pessoas devem passar antes que Maradona possa se despedir.

+  Homem morto em Carrefour tinha varios antecedentes criminais

A atuação maravilhosa da estrela do futebol argentino fascinou o mundo inteiro, é quase impossível segurar Maradona em campo e não deixá-lo.

O mundo sucumbiu aos seus talentos incomparáveis, infelizmente, Maradona caiu ao mundo das drogas, o que definitivamente o faria sair mais cedo, prejudicando sua saúde.

Entre os milhares de homenagens de todo o mundo, um detalhe triste e rude atraiu a atenção de milhões de internautas em todo o mundo.

O responsável pelo funeral preparou o cadáver de Diego Maradona, que foi coberto em Buenos Aires nesta quinta-feira (26) e foi demitido após postar a foto, na qual apareceu ao lado do caixão aberto. Tocou o rosto da estrela do futebol argentino.

+  Homem é preso em flagrante depois de assassinar companheira a socos no Distrito Federal, Ela batalhou 4 dias por sua vida

Maradona morreu nesta quarta-feira (25) em Tigre de parada cardíaca em casa, aos 60 anos.

O dono da casa funerária argentina pediu desculpas à família de Maradona e disse em entrevista ao site Todo Noticias, transmitido pelo grupo Clarín, que o funcionário estava “Dispensar imediatamente.”

Na quinta-feira de manhã, em vários perfis do Twitter e grupos do WhatsApp, quando o caixão foi aberto, a imagem do coveiro abriu o caixão ao tocar o rosto de Maradona e começou a se tornar viral.

+  Em chamada de vídeo, sobrevivente diz a mãe: "Deus cuidou de mim"

O advogado e amigo de Maradona Matias Morla expressou sua confusão sobre o caso e disse nas redes sociais que o funcionário era uma “pessoa desonesta” e que não faria uma pausa, “até Ele responde por essa distorção até agora. ”
O advogado disse: “Como a imagem de Diego antes de sua morte foi viralizada, vou descobrir pessoalmente quem foi o bandido que tirou esta foto.” “Todos os responsáveis ​​por este covarde devem pagar.”


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário