Homem em prisão domiciliar ataca companheira grávida com 22 facadas

A taxa de feminicídio e tentativas de feminicídio no Brasil são altas. Nesse ano de 2020, desde o inicio da pandemia, os números são de cerca de 3 a 4 mortes diárias. O feminicídio se trata de um crime cometido contra uma mulher, onde o fato de ela ser mulher seja a maior motivação para o ato criminoso contra a vida da mesma.

Um crime ocorrido no Distrito Federal acabou tirando a vida de uma mulher de 27 anos de idade, grávida de 4 meses. A mulher estava andando com o companheiro quando o mesmo a atacou com 22 facadas. A jovem foi encaminhada ao hospital com ferimentos graves, mas a criança não resistiu aos ferimentos, onde a gestação foi interrompida com as lesões.

+  Polícia traz novas revelações avassaladoras sobre atentado à creche em SC; "Foi tudo planejado"

O companheiro da vítima, Fernando Ferreira dos Santos, de 32 anos de idade, é ex- interno do sistema penitenciário do Distrito Federal, e o mesmo estava cumprindo prisão domiciliar quando cometeu o crime quando a companheira.

Ambos estavam em Taguatinga, na quadra QND 37, onde a jovem foi atacada. Segundo informações, o crime teria sido motivado por algo que a mulher tenha dito e o companheiro acabou não gostando, atacando assim a mulher grávida. Com a gravidade dos ferimentos, não foi possível levar até o fim a gestação. Duas das facadas foram um pouco mais profundas e acabaram perfurando fígado e pulmão da jovem.

+  Ele Gritava: "Milena, me ajuda", diz mulher de homem negro morto no Carrefour

As facadas foram direcionadas ao tórax da mulher, como é possível ver nas imagens de câmeras de segurança, que foram fornecidas para a investigação do caso. O crime está sendo apurado pela 17° Delegacia de Polícia.

Segundo estatísticas, pelo menos a cada 9 horas um mulher é morta por feminicídio no Brasil. Ainda é desconhecido a real motivação do crime, mas felizmente a mulher sobreviveu, apesar de seu estado grave de saúde após o ataque do ex companheiro.

+  Auxílio emergencial em 2021: ótimas notícias sobre o benefício foram divulgadas

PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário