in

Homem negro é acusado de furtar mochila que havia acabado de comprar


Mais um caso que ocorreu em uma loja do Rio de Janeiro mostra a existência do racismo no Brasil. Desta vez a vitima não chegou a ser agredida assim como muitos outros são ou até mesmo executados como no caso do gaúcho Beto Freitas. Mas no entanto a vítima passou mal e chegou a desmaiar após a abordagem truculenta e agressiva por parte de seguranças de uma loja de Duque de Caxias na Baixada Fluminense.

Logo após realizar a compra de uma mochila na loja, Fernando Silva dos Santos, que trabalha como encarregado de supermercado estava saindo da loja onde realizou a compra. Neste momento três homens o abordaram antes mesmo que Fernando saísse da loja onde realizou a compra.

Fernando após pagar pela mochila e alguns outros produtos guardou a nota em seu bolso e guardou seus pertences dentro da mochila que havia recém comprado, Fernando relatou que guardou as coisas dentro da mochila no caixa mesmo após perguntar para a moça do caixa se poderia fazer isso ali naquele local.

A moça disse que não teria problemas, Fernando poderia guardar suas ciosas dentro da mochila naquele local mesmo, mas no entanto ao ser abordado na porta os seguranças acusaram Fernando que é negro de furtar objetos da loja e guardar dentro da mochila.

Os homens arrancaram então a mochila de Fernando, abriram a mochila na entrada da loja e despejaram seus pertences no chão o acusando de ser ladrão, neste momento Fernando se desesperou e começou a gritar que não era ladrão.

Clientes que estavam no local registrara toda a ação dos seguranças, Fernando começou a passar mal e após entrar em estado de choque desmaiou na porta do local e a Samu teve de ser acionada. A cliente que filmou a ação havia visto o momento que Fernando pagou os produtos e alertou o gerente da loja que a nota estava com Fernando.

Fernando relatou após a cena que se sentiu humilhado e com medo, ele ainda disse no momento da abordagem que estava com a nota em mãos mas os homens pegaram com violência a mochila dele e jogaram suas coisas no chão.

“Eles me abordaram dizendo que eu tinha roubado um par de tênis. Eu estava com a nota na mão justificando para eles que eu não era ladrão.”, disse Fernando.

Fernando prestou queixa na polícia e o caso vai ser investigado com base nas imagens gravadas pela cliente que gravou todo o acontecimento , em nota a loja disse que já tomou medidas para disciplinar os funcionários e que repudia toda e qualquer ação de racismo.