Carregando Notícia
Saúde

Homem quase perde a vida por sepse depois de roer as unhas; entenda o perigo e aprenda a parar

A cutícula é uma proteção da unha, que na qual evita germes, bactérias de entrarem na corrente sanguínea

O caso ocorreu no ano de 2019, o ato de roer as unhas não aparenta ser inofensivo, mas pode causar sérios danos à saúde, o exemplo disso foi o que aconteceu com Luke Hanoman que quase morreu após uma infecção grave depois de arrancar uma cutícula da unha com os dentes.

PUBLICIDADE

Aos 28 anos de idade, natural do Reino Unido, Luke é pai de duas crianças e tem “sorte de estar vivo”, de acordo com o que os médicos disseram.

Inicialmente, o jovem pensou que estava gripado, pois os sintomas eram semelhantes e durou por duas semanas. O caso se desenvolveu para uma sepse, fazendo com que fique quatro dias sob observação constante em um hospital.

“Eu quase tive um choque séptico. Eles [médicos] me disseram que eu tinha sorte de estar vivo. Eventualmente, eles chegaram até a infecção no meu dedo e conseguiram remover todo o pus”, disse Hanoman, em entrevista ao “The Daily Mail”.

Mania de roer unhas quase matou essa pessoa

Atualmente o jovem está recuperado e não corre mais nenhum risco de vida. Ele relata que achava que roer as unhas não poderia resultar em nada demais. Por apenas ser um hábito de escape para quando estava nervoso ou ansioso.

No começo, o jovem começou a suar frio, tremendo e com febre. Depois ele passou a ter dificuldades para se manter focado e um dos dedos de sua mão inchou e latejava.

A cutícula é uma proteção da unha, que na qual evita germes, bactérias de entrarem na corrente sanguínea. Mas, quando ele puxou com os dentes e dessa forma acabou machucando o local e com isso desenvolveu uma sepse (infecção) e teve que passar 4 dias no hospital sobre vigilância e cuidados constantes.

Eu quase tive um choque séptico. Eles me disseram que eu tinha sorte de estar vivo. Eventualmente, eles chegaram até a infecção no meu dedo e conseguiram remover todo o pus“, relata o jovem.

Hoje Lulke, quer conscientizar pessoas a deixarem o hábito e também sobre o que é sepse, porque antes de acontecer com ele, não sabia do que se tratava e que era possível ter algo em condições que pareciam ser tão inocentes.

Lembre-se de manter suas unhas cortadas e lixadas, dessa forma não ter com o que roer. Além disso, em algumas farmácias tem um tipo de esmalte que libera um gosto amargo ao ser colocado na boca. O uso de unhas em gel também podem ajudar e esse hábito continuar acontece por ansiedade, tente trocá-lo por mascar um chiclete.