IML revela causa da morte do intérprete de Louro José Tom Veiga

O ator foi encontrado morto em sua casa no domingo (1). Uma autópsia revelou que ele tinha 47 anos devido a um aneurisma cerebral que rompeu, matando o ator.

O ator e humorista Tom Veiga, tradutor de Louro José, morreu de acidente vascular cerebral hemorrágico causado por um aneurisma. É o que indica reportagem do Instituto Médico-Legal Globo na manhã desta segunda-feira (2). Um derrame hemorrágico ocorre quando um vaso sanguíneo – uma veia ou artéria – se rompe no cérebro, vazando sangue.

+  Criança doa par de sapato e se ajoelha para colocá-lo no pé da amiga

A autópsia mostrou que ele já tinha um aneurisma cerebral, que é um tipo de inchaço em um vaso sanguíneo cuja ruptura costuma ser fatal. Em geral, o aneurisma é assintomático, dificultando o diagnóstico precoce e o tratamento eficaz. Tom Veiga foi encontrado morto neste domingo (01) em seu apartamento na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Ele tinha 47 anos e quatro filhos.

25 anos de Louro José Veiga trabalha no Mais Você desde a estreia do programa, em 1999. Desde a sua criação em 1996, é responsável pela voz e manipulação de Louro José, conhecido pelos seus disparos de humor. “Louro José é um homem embaraçoso, rabugento, chaveiro, sedutor mas muito engraçado, inteligente. Às vezes, quando analiso um programa, eu rio. Estou rindo do Louro. O legal da personalidade dele é que ele cresceu, mas continua sendo um garoto crescido ”, disse Veiga em nota ao site da Memória Globo.

+  PAVOR: Homem mata amigo e caminha pelas ruas carregando a cabeça da vítima

A apresentadora Ana Maria Braga falou pela primeira vez após a morte do ator Louro José de Tom Veigi, encontrado morto hoje em sua casa na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. “Todo dia eu perdia meu companheiro, amigo, filho. Tom era um menino de sorriso solto, sempre alegre, com um talento único e talentoso. Hora de orar ”, escreveu ela em seu perfil no Instagram

+  Homem volta a vida 3 horas após ser dado como morto

 

 

 


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário