in

Jhennifer debocha de todos ao vivo ao entrar na sala de audiência


Como previsto está acontecendo o julgamento do caso Isis helena, ao entrar na sala para ficar cara a cara com o juiz Jennifer fez deboche e deu risada das famílias de Isis, câmeras e demais pessoas no local.

O julgamento:

“Essa primeira audiência será o reconhecimento da autoria e materialidade do homicídio doloso da pequena Ísis Helena para que a Justiça pronuncie a ré para que seja julgada pelo Tribunal do Juri, e que será condenada pelo delito praticado contra a sua filha”, disse o advogado de acusação, Roberto Guatelli, que defende o pai da menina.

Jennifer contradisse sua declaração e foi presa em abril. A menina foi encontrada três dias depois de ser presa. Na ocasião, a suspeita chegou a dizer que havia jogado o corpo da criança no rio. Várias buscas foram realizadas, mas nenhum corpo foi encontrado. Após mais questionamentos, Jennifer informou à polícia que havia enterrado o corpo do bebê na área florestal próxima a Duas Pontes.

Crime intencional

A suspeita foi presa na Primeira Prisão Feminina em Tremembé e acusada de homicídio doloso com a intenção de matar e esconder o corpo.

Ísis Helena não anda e tem problemas de saúde. A princípio, Jennifer disse à polícia que sua filha foi sequestrada porque ela deixou a criança dormir e estava ausente por cerca de duas horas, quando voltou, descobriu que a porta da casa estava aberta. Suspeito que moro com minha mãe, avós e idosos.

Jennifer finalmente admitiu que deu remédio à filha na noite anterior e depois sua filha bebeu uma garrafa de leite. De manhã, ela descobriu que a criança estava morta. Por estar condenada à morte, ela tinha medo de vingança, então decidiu se livrar do corpo e enterrá-lo na floresta. O crime chocou toda a cidade e causou repercussão em todo o Brasil.