in

Luto: Ator querido sofre infarto e morre após descobrir que estava com ‘Covid-19’

No dia 13 de abril, foi anunciado para os internautas que o ator pernambucano João Barbosa da Silva, conhecido por milhares de fãs e seguidores devido aos trabalhos no cinema e teatro, morreu vítima de infarto após descobrir que havia sido diagnosticado com o novo coronavírus. A informação em questão foi confirmada através da Fundação de Cultura de Camaragibe, em Pernambuco.

“É com muita tristeza que comunicamos o falecimento do ator João Barbosa da Silva. O ator, que tinha testado positivo para covid-19, ficou tão abalado e impactado com o diagnóstico, que sofreu um infarto”, informou a publicação em questão nas redes sociais.

Conhecido pelos fãs devido às cenas teatrais na cidade de Pernambuco, o famoso ainda realizou participação no elenco de “Paixão dos Camarás”, realizada pelo Grupo Teatral Risadinha e, também, pela Companhia Popular de Teatro de Camaragibe.

“Grande ator e ser humano incrível, ele deixará muita saudade. A Cultura lamenta muito sua perda. Solidarizamo-nos com a família e amigos e nos colocamos à disposição”, informou a publicação sobre a perda do famoso.

Brasil ultrapassa 935 mil mortes por Covid-19

Nesta terça-feira, 27 de abril, o Brasil registrou o total de 3.120 mortes nas últimas 24 horas em decorrências das complicações ocasionadas pelo novo coronavírus. Com isso, o território brasileiro já soma o total de 395.324 mortes desde o início da pandemia. A média móvel de mortes no Brasil nos últimos 7 dias, por sua vez, chegou a 2.399.

Durante o último sábado (24), o mês de abril acabou se tornando o mais letal de toda a pandemia em território brasileiro. No domingo, 25 de abril, as mortes em decorrência da doença registradas durante os 113 dias do ano de 2021 acabaram superando todo o montante de mortos registrados durante o ano de 2021.

O Brasil já está a mais de 97 dias seguidos com a média móvel de mortes acima da marca de mil. O país também completa o total de 42 dias com a média móvel acima de 2 mil mortos por dia.