Luto: intérprete de Louro José é encontrado morto

O ator Tom Veiga, intérprete do Louro José no programa "Mais Você", apresentado por Ana Maria Braga na TV Globo, foi encontrado morto em sua casa na Barra da Tijuca, no Rio, neste domingo (1º).

Veiga trabalhou no "Mais Você" por 20 anos.

Ele, que fazia o personagem no programa apresentado por Ana Maria Braga na TV Globo, foi encontrado morto em casa na Barra da Tijuca neste domingo (1º).

Tom Veiga — Foto: Reprodução/Facebook/Tom Veiga

"Ela é muito natural. A gente olha com muita naturalidade a Ana conversando com um papagaio o tempo inteiro. É impressionante como você conseguiu vender essa história e a gente comprou integralmente — ele é seu parceiro", afirmou.

Tom Veiga LOURO JOSÉ

Louro José é um boneco de um papagaio que mistura artifícios de fantoches com a tecnologia de controle remoto. Ele é destaque por ser o companheiro de Ana Maria Braga desde a fase inicial do programa Mais Você,[1] levado ao ar de segunda a sexta-feira pela Rede Globo de Televisão. Foi interpretado pelo ex-coordenador de palco Tom Veiga, responsável pela sua voz e manipulação.[2] Mais que um mero coadjuvante, o Louro participa ativamente do programa com colocações irônicas e bem-humoradas, contando piadas, opinando e até mesmo discordando propositalmente da apresentadora. É o elemento cômico do programa e costuma fazer concursos de charadas com Ana Maria ou dublar músicas. A voz (esganiçada) procura imitar a de um papagaio.

+  Leonardo entra na justiça contra seu próprio filho, João Guilherme; confira

"Louro José é a alma do programa. Simplório, infantil, sua função é ajudar a reduzir as histórias reais das mulheres de classe média baixa a contos de fada de um sucesso aparentemente admirado, mas bem colocado na devida perspectiva: pequena e beeem distante da fulgurância da apresentadora."[3]

Tom Veiga era coordenador de estúdio e produtor executivo do programa Note e Anote, da Rede Record, que era apresentado pela Ana Maria Braga. Antes do programa, ele foi office-boy, motorista de ambulância e até trabalhou com eventos.[4]

Veiga conheceu Ana Maria Braga pelos idos de 1995. Ele organizava feirinhas de artesanato, onde a Ana Maria ia para divulgar o Note e Anote. Convidado a integrar a equipe, Veiga aceitou. Virou assistente de palco.[3]

+  Luto: Morre um dos maiores jogadores de futebol no mundo e deixa fãs abalados

Em março de 1997, Ana Maria, presa num engarrafamento em São Paulo, disse ao seu ex-segurança e então marido Carlos Madrulha que "precisava de um boneco para fazer uma passagem menos dolorosa", já que o Note e Anote vinha logo depois de um programa infantil.[3] Diversas formas para o boneco foram testadas. No dia 6 de março, Louro José estrearia em rede nacional.[5] Na falta de quem o manejasse, Tom Veiga, por conta de seu senso de humor (sempre brincava com o câmera, com as meninas do merchandising, com a Ana) foi improvisado no posto. Nos primeiros meses, Veiga se dividiu entre as duas funções. Efetivado papagaio, comemorou, dizendo: "Minha vida mudou da água para o vinho".[3]

Em 1999, Ana Maria e o Louro José foram contratados pela Globo, passando a ser construído por Glória Maria e pela equipe do Cem Modos, a mesma do programa TV Colosso.[3] Nos primeiros anos do papagaio, quando o Mais Você era produzido em São Paulo, o Louro se afiliava ao Carlos Tramontina, sendo trocado quatro anos depois por William Waack. Em 2008, com a transferência da produção do Mais Você para o Rio de Janeiro, o apresentador do Jornal da Globo foi substituído pelo apresentador do RJTVMárcio Gomes. Porém, Márcio deixou sua afiliação com o papagaio em 2013, quando se tornou correspondente da Globo em Tóquio, ficando lá até 2018.

+  Luto: Ator querido sofre infarto e morre após descobrir que estava com 'Covid-19'

Em maio de 2012, renovou contrato por mais 4 anos com a Rede Globo, afastando assim as polêmicas acerca do possível fim da sua participação no programa Mais Você. Desde 2013, o Louro se afilia a Renata Vasconcellos, que já apresentava o dominical Fantástico e atualmente apresenta o Jornal Nacional ao lado de William Bonner.

Segundo a coluna Outro Canal, em 2015, Tom Veiga foi promovido a assistente de direção.[5]


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário