Mãe de Ísis Helena mandou áudio antes de morrer na prisão: ‘Ou assumo o que eles mandam ou vou morrer’

Como é de conhecimento dos internautas, a mãe da bebê Ísis Helena, Jennifer Natalia Pedro, foi encontrada morta no Presídio de Tremembé, localizado no interior de São Paulo, no dia 22 de fevereiro. O caso em questão acabou gerando uma enorme repercussão entre os telespectadores, sendo comentado durante o programa Cidade Alerta, da RecordTV, que vem acompanhando os desdobramentos do crime.

Jennifer foi presa durante março de 2020, após se tornar suspeita de ter matado a própria filha. No momento do ocorrido, Ísis Helena tinha apenas 1 ano e 4 meses de idade. O corpo foi encontrado dias depois, com Jeniffer levando as autoridades policiais até o local onde o bebê estava.

+  'Parei de tomar banho, a vida continua’ professor causa polêmica ao mandar as pessoas não tomarem banho

Desde então, Jeniffer vem cumprindo a prisão preventiva, esperando o julgamento do caso. A defesa da mulher tinha esperanças de que ela pudesse ser solta, aguardando o julgamento em liberdade. Antes disso acontecer, no entanto, ela acabou morrendo.

De início, as informações indicavam que a mãe de Ísis Helena havia tirado sua própria vida. No entanto, tal notícia vem sendo contestada pelo apresentador Luiz Bacci. Durante o programa Cidade Alerta, o jornalista chegou a afirmar que a mulher não fará falta alguma mas que, no entanto, espera esclarecimentos sobre o caso em questão.

+  Criança de 4 anos morre durante confronto na fuga entre assaltantes de banco e a PF

Durante está terça-feira, 2 de março, a mãe de Jeniffer, chamada Roselei Rosa, decidiu dar uma entrevista para o programa Cidade Alerta. Na ocasião, foi mostrado um áudio que Jeniffer havia mandado para sua genitora antes de morrer. Tais declarações deverão auxiliar nas investigações. “Ou assumo o que eles mandam ou vou morrer”, disse a moça suspeita de matar sua própria filha.

+  Fim dos tempos: irmãos são presos por estuprarem irmãs de 9 e 16 anos

Durante a semana passada, Bacci frisou que o programa irá acompanhar os desdobramentos do caso até o fim. A grande questão, agora, é saber se Jeniffer realmente tirou sua própria vida ou se foi morta por uma outra pessoa. E se foi, quais os motivos disso ter acontecido? Cabe ressaltar que, de acordo com as informações, a mulher já havia se evolvido em confusão dentro do presídio.


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário