Carregando Notícia
Notícias

Mãe e avó são condenadas por assassinat0 após menina de 9 anos m0rrer com piolhos

Criança faleceu com uma grave infecção causada por piolhos.

A mãe e a avó de uma criança de nove anos do Arizona foram acusadas de crime por assassinato após as autoridades descobrirem que a menina sofria de uma infestação gravíssima de piolhos não tratada quando morreu, segundo relatos. Sandra Kraykovich, 38, e Elizabeth Kraykovich, 64, foram inicialmente acusadas de abuso infantil depois de serem presas em março em conexão com a morte da menina e a condição de seus dois irmãos, de 11 e 13 anos.

PUBLICIDADE

Uma autópsia mostrou que a menina de 9 anos faleceu de “anemia por infestação de piolhos não tratada com desnutrição como um fator contribuinte”, disse o médico legista. Ele ressaltou que a criança também tinha um acúmulo de líquido nos pulmões, necrose hepática e deficiência de ferro, de acordo com a publicação. Seus irmãos, que também tinham graves infestações de piolhos, foram colocados sob custódia de parentes.

Sandra falou para polícia que sua filha de 9 anos sofria de anemia e estava doente desde 15 de março – descrevendo os sintomas como vômitos, febre, dor de cabeça, dificuldade para respirar e problemas de equilíbrio, disse o Daily Star, citando registros judiciais. Em 22 de março, os bombeiros responderam ao apartamento da família na East Gold Links Road, onde a criança foi declarada morta depois que os socorristas tentaram medidas de salvamento.

“Após uma inspeção mais detalhada, descobriu-se que havia uma enorme quantidade de piolhos em seu cabelo”, falaram os socorristas à polícia, informou a KGUN. Um dos irmãos mais velhos teria dito aos investigadores que sua mãe havia tentado tratar os piolhos usando enxaguante bucal. A mulher falou que considerou levar a filha ao hospital, mas mudou de ideia quando voltou para a residência e a encontrou deitada.

Quando a polícia foi ver o telefone de Sandra, ela havia enviado uma mensagem para o namorado dizendo que precisava levar a filha ao pronto-socorro. “OMG querida. Ouça, estou no meu quarto e minha mãe me chamou. (Nome redigido) estava perguntando se eu poderia verificar se ela não está morrendo”, Sandra enviou uma mensagem para o namorado.

O namorado disse para que Sandra levasse a menina ao médico, mas ela não o fez, segundo a reportagem. Elizabeth, que é aposentada e cuidava das crianças quando Sandra trabalhava, enviou uma mensagem para a filha mais cedo que a garota “não pode ir ao pronto-socorro com o cabelo, mas isso fica por minha conta, porque você não está em casa”. A avó também enviou uma mensagem para Sandra para reclamar que as outras crianças não ajudaram e acusou a filha de estar mais interessada em sair com o namorado do que cuidar da criança doente.