Mãe faz desabafo emocionante sobre atentado em creche: ‘Deram a vida para salvar as crianças’

Fabiano Kipper é o nome do homem responsável pelo ataque brutal a uma creche que deixou 5 mortos e gerou grande revolta na população e em todo o país, o adolescente de 18 anos cometeu um crime bárbaro tirando a vida de 3 crianças com menos de 2 anos e mais duas funcionárias da escola Ensino Pró-Infantil Aquarela.

Os moradores da cidade de Saudades, ficaram traumatizados com tamanha violência aplicada pelo rapaz, que aparentemente não teve motivo algum para realizar tal ação. O atentado a creche acabou sendo repercutido por todo o território brasileiro e gerou grande comoção, na web os internautas ficaram revoltados com Fabiano Kipper.

+  Mulher faz festa para comemorar divórcio: 'Estou livre como o vento'

Ele foi capaz de assassinar friamente 3 bebês e atacou mais um que conseguiu se salvar, as duas funcionárias morreram na tentativa de salvar as crianças, gerando um forte sentimento de comoção.

Ao decorrer do atentado outras pessoas conseguiram entrar em contato com a polícia e assim salvar o restantes das pessoas que estavam no local. As outras professoras trancaram as outras crianças e outras pessoas se esconderam no fraldário e a atitude ajudou a minimizar o número de vítimas.
 
Mesmo no momento de pesar, as duas profissionais tiveram sua coragem enaltecida pelos pais dos alunos, uma das mães ficou comovida ao comentar sobre o atentado. “Foram muito corajosas em lutar, em entrar em contato com o agressor, tentar salvar as outras crianças. Infelizmente não conseguiram. Algumas pessoas tiveram sorte, outras não”, enfatizou Edna Dessoy, enaltecendo Keli e Mirla. 

+  Caso Mariana Ferrer: Ataques contra a blogueira geram grande indignação na web

De acordo com Edna Dessoy, as professoras mostraram uma bravura sem igual dando suas vidas pelas crianças. “Elas foram muito corajosas porque deram a vida para salvar as outras crianças”.

O crime segue sendo investigado, enquanto Fabiano Kipper se encontra internado na UTI de um hospital, pois após cometer o ato cruel, ele ainda tentou contra a própria vida. A polícia segue analisando a vida de Fabiano.

+  Bruninho, filho do goleiro Bruno e Eliza Samudio clama por prisão perpétua do próprio pai

PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário