Mãe manteve bebê por 5 meses dentro de um armário para que morresse de fome, a criança estava desnutrida

Mãe manteve bebê por 5 meses dentro de um armário para que morresse de fome, a criança estava desnutrida e era fruto de um mal relacionamento da mãe com homem casado. O fato chamou a atenção e um local de um jornal local noticiou o caso.

Um bebê foi resgatado pela polícia da Rússia presa durante cinco meses em um armário, ela foi colocada lá no armário pela própria mãe. O bebê teria nascido no mês de abril deste ano, e sobreviveu apenas porque seu irmão mais velho lhe dava restos de comida escondido da mãe.

+  O inferno está vazio! Homem pede comida e recebe marmita cheia de carvão

O fato chamou muita atenção, e um local de um jornal local noticiou a barbaridade. A mulher mãe do bebê  foi identificada como Yulia, ela tem 37 anos e tinha como objetivo principal deixar o bebê morrer de fome presa no armário.

De acordo com informações da Polícia o bebê era fruto de um mal relacionamento entre a mulher e um homem casado, e exatamente por isso a mulher teria escondido a gravidez de sua família e de seus amigos, e com o plano macabro de prender o bebê dentro do armário para que ele morresse de fome!

+  'Parei de tomar banho, a vida continua’ professor causa polêmica ao mandar as pessoas não tomarem banho

O caso só foi descoberto depois que uma amiga da mulher ouviu o choro de um bebê no fundo da casa.

A mulher tentou disfarçar dizendo que dentro do armário tinha um boneco que chorava, no entanto um dos convidados da festa ficou intrigado com aquilo, e decidiu ir lá da uma olhada.

Foi aí que teve uma terrível surpresa de um bebê completamente desnutrido vivendo preso em uma mochila dentro de um armário vazio.

+  Urgente: Record TV é invadida e hackeada

Segundo os investigadores, Yulia de início teria planejado matar a criança, depois a deixou no móvel na esperança de que morreria de fome. A mãe não buscou ajuda médica antes e depois do parto e não havia na casa qualquer utensílio para o cuidado de bebês. O filho era ameaçado para não falar nada sobre a irmã.


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário