Carregando Notícia
Notícias

Menina de 3 anos dada como m0rta acorda em funeral; mãe da criança viu o visor do caixão embaçado

A família entrou em desespero ao ver a cena durante o velório da sua filha.

Infelizmente hoje em dia não é difícil ouvir histórias comovente, principalmente quando o assunto se trata de uma perda irreparável como é a de um filho. Mais uma família acabou vivenciando o seu pior pesadelo, quando decidiu levar a sua filha para um hospital depois que ela acabou apresentando alguns sintomas como vômito, dor no estômago e entre outros.

PUBLICIDADE

A garotinha de apenas 3 anos deu entrada no hospital com esses sintomas, onde os médicos aconselharam a família a internar ela devido a desidratação que ela estava passando. Infelizmente logo após a família acabou descobrindo que a sua filha tinha partido, mas a forma como o hospital tratou aquele momento de dor para a família deixou uma pulga atrás da orelha principalmente na mãe da menina.

Isso porque não deixaram a família ver a criança e ao chegar no local onde estava realizando o velório eles perceberam que o vidro do caixão estava embaçado, como se a criança estava tentando respirar lá dentro. Nesse exato momento o desespero tomou conta e a família chamou a equipe médica para o local que chegou a perceber que os batimentos cardíacos da criança estavam a 93, dessa forma ela foi encaminhada para o hospital com urgência, mas infelizmente todo esforço foi em vão e um segundo óbito foi confirmado.

“Levei ela para o hospital, entrei com ela e tiraram a roupa dela, colocaram toalhas molhadas nela para baixar a febre e um medidor de pulso no dedo. Mandaram eu pedir uns supositórios, colocaram. Depois de uma hora eles me entregaram ela, dizendo que ela estava bem, então eles prescreveram dois sachês de soro e 30 gotas de paracetamol”,  disse a mãe da garotinha totalmente inconformada com o que aconteceu com a sua filha.

As autoridades locais devem investigar o caso para poder descobrir realmente o que aconteceu com a criança dentro do hospital, e sobre o fato dela ter acordado durante o seu velório e logo após ter falecido pela segunda vez.

O caso repercutiu bastante e deixou muitas pessoas indignadas diante da possível negligência médica que aconteceu no atendimento e no diagnóstico da criança de apenas 3 anos, a família agora luta por justiça para que as pessoas responsáveis possa ser punidas e que outras famílias não passem pela mesma dor que eles vivenciaram com a perda da sua filha.