Menino de apenas 4 anos desaparece no litoral de SP

No momento, o Grupamento de Bombeiros Marítimos (GBMar), juntamente com o Corpo de Bombeiros, vem realizando a busca pelo menino Benjamim Nunes de Jesus, de apenas 4 anos de idade, que desapareceu em uma praia localizada em Guarujá, litoral de São Paulo, durante a tarde desta terça-feira (3). No momento em questão, Benjamim estava na praia junto com sua mãe, quando, de repente, a moça acabou perdendo o pequenino de vista.

Em uma entrevista concedida para o site G1, uma amiga da família, Carina Thiago dos Santos, de 32 anos, ressaltou que Benjamim estava na Praia de Santa Cruz dos Navegantes junto de sua mãe, curtindo o dia de folga no trabalho. Aproximadamente às 14h, o pai do menino foi até o local com o intuito de encontra-lo, momento em que a criança ficou brincando por alguns instantes.

+  'Povo brasileiro não será cobaia', diz Bolsonaro sobre CoronaVac

“Ele brincou e depois o pai seguiu a diante. O menino veio na direção onde a mãe estava”, afirma a amiga. No entanto, em segundos, a mãe o perdeu de vista e a criança desapareceu, conforme informa Carina. “Ela não sabe se ele realmente entrou na água ou se foi para a área de mata. Estamos nessa dúvida”, explicou.

Após o pequenino desaparecer, o Corpo do Bombeiros foi acionado para realizar as buscas. De acordo com as informações das autoridades, o rastreamento segue acontecendo na região através da água e pela mata próxima do local aonde Benjamim desapareceu. Moradores da região também estão ajudando na busca pelo menino. Segundo os bombeiros, até a última atualização da postagem do site G1, Benjamin, infelizmente, ainda não foi encontrado.

+  Médica está devastada após perder o pai para o coronavírus: 'Me sinto fracassada'

Mãe de Benjamim se pronuncia

Com mais de 24h de buscas realizadas, a mãe de Benjamim, Ana Cristina de Souza Nunes, decidiu falar sobre a possibilidade do pequenino ter sido levado por algum desconhecido.

As buscas com o intuito de encontrar o menino de apenas 4 anos de idade foram encerradas na noite de quarta-feira (4), retomando na manhã desta quinta (5). Para realizar o rastreamento, estão trabalhando quatro mergulhadores, duas embarcações e o efetivo com o total de 30 civis que passam por treinamentos para atuarem como salva-vidas temporários.

+  Auxílio Emergencial: Projeto prevê benefício de R$ 800 a partir de janeiro; veja quem terá direito de receber

PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário