in

Mensagem de Monique a Jairinho antes da prisão vem à tona e mostra ‘revolta’: ‘Estou embrulhada’

Após ser diagnosticada com o novo coronavírus, a professora Monique Medeiros, agora, segue em seu tratamento no “Hospital Penitenciário Hamilton Agostinho”. Monique está presa desde o dia 8 de abril, após ser acusada de atrapalhar as investigações acerca da morte de seu próprio filho, Henry Borel, de apenas 4 anos de idade. Agora, a professora decidiu tomar uma decisão drástica juntamente com sua defesa, optando por se desvincular do vereador Jairinho.

Durante a última quinta-feira, 22 de abril, o jornal “Extra” realizou uma entrevista com os novos representantes de Monique Medeiros, o advogado denominado Hugo Novais. Na ocasião, o representante de Monique afirmou que, em dado momento, questionou se a professora “queria morrer abraçada a Jairinho”, fazendo uma alusão ao inquérito que está apurando a mãe da criança. Com isso, o advogado conseguiu convencer Monique a mudar sua postura referente a defesa conjunta do parlamentar.

Ainda durante a entrevista, Hugo Novais frisou que não possui a pretensão de acusar ninguém, querendo, apenas, defender nas investigações. O profissional reforçou que a cliente “não concorda de modo algum com o que aconteceu”, afirmando, ainda, que Monique está sofrendo por algo que acabou não fazendo.

Mensagem à Jairinho

O jornal “Extra” ainda trouxe à tona uma mensagem em que Monique havia enviado para o vereador Jairinho, pouco antes do casal ser preso. A mensagem em questão foi enviada no dia 8 de abril. Na ocasião, diante das inúmeras notícias e diversos comentários envolvendo o nome dos dois nas redes sociais, a mãe de Henry chegou a concluir que, naquele momento, não estava sendo defendida da maneira correta, dizendo para Jairinho que iria buscar novos representantes para seu caso.

“Vou procurar outro advogado. Sabe por quê? Porque ele é o seu advogado, não o meu. Se for para defender alguém, será você, não a mim. Estou embrulhada com tantos comentários que estou lendo ao meu respeito”, desabafou ela.

De acordo com Hugo Novais, Jairinho havia afirmado, pouco tempos antes de Monique prestar oitiva à policia que ambos “sairiam juntos dessa”.