Motorista do caminhão que colidiu com ônibus não tinha habilitação para o veículo


Nesta quarta-feira, 25 de novembro, o dia amanheceu com uma tragédia. Um acidente em Taguaí tirou a vida de 41 pessoas e deixou outras 12 feridas. O acidente aconteceu por volta das 7 horas da manhã. Segundo informações da polícia e dos próprios sobreviventes, o acidente aconteceu em decorrência de uma ultrapassagem perigosa feita pelo ônibus em local proibido.


Geison Machado Gonçalves era motorista do caminhão, tinha apenas 22 anos de idade. Várias caminhonetes fizeram um cortejo para o jovem, que morreu no acidente. Tudo aconteceu na rodovia Alfredo de Oliveira Carvalho, em Taguaí, SP. O cortejo de Geison ocorreu no Paraná.

+  Auxilio Emergencial 2021: saiba como consultar se você vai receber as parcelas

Segundo informações de Camila Rosa Alves, delegada responsável pelo caso, afirmou que Geison não possuía habilitação para dirigir caminhão, tendo somente uma habilitação provisória para carro. Por esse motivo, a esposa relatou que ele sempre levava com ele outro caminhoneiro.

Rafael Moraes Machado, de 25 anos, era primo de Geison, e apesar de não querer muito falar sobre o assunto, ele relata que o primo sempre possuiu uma paixão por veículos maiores, e que essa paixão teria sido herdada de seu pai. Ele conta que ele sempre gostou de caminhonetes, e por isso em seu cortejo eles decidiram fazer essa homenagem para a vítima.

+  Modelo trazia R$ 8 mil e foi assassinada depois de ter relações sexuais com assassino, afirma delegado

Ele lamenta a morte do primo e conta que o pai de Geison também morreu em um acidente envolvendo um caminhão no ano de 2018, também em São Paulo. O acidente que tirou a vida de Geison e outras 40 pessoas foi considerado o maior acidente de trânsito do ano. O ônibus estava com funcionários de uma indústria têxtil.

+  Já são 48 o número de vítimas do ônibus que caiu em João Monlevade

O amigo de Geison, passageiro do caminhão, conta que o amigo chegou a tentar desviar do ônibus, mas não deu tempo de fazer nada, isso porque eles saíram de uma curva e logo avistaram o ônibus vindo em direção ao caminhão, que foi arremessado contra um barranco.


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário