Mulher com câncer terminal se casa no hospital e morre pouco tempo depois

Esta é uma história verdadeira, mais bonita do que qualquer roteiro de Hollywood. Certamente, a trajetória desta dupla fará as delícias de muita gente por muito tempo. Uma mulher com câncer terminal se casou com o grande amor de sua vida, mas morreu menos de 24 horas depois.

Ou seja, mesmo sabendo do destino do guerreiro que lutou contra a doença que se espalhou por seu corpo, o casal decidiu se unir oficialmente. Quem disse tudo foi uma das melhores amigas da noiva. Christina Lee contou a história para o mundo por meio das redes sociais.

+  5 estratégias da Universidade de Harvard para melhorar a vida sexual

A mulher com câncer encontrou uma alma gêmea e teve sorte de estar com ela Sem dúvida, cada um de nós já questionou se existem almas gêmeas. Não apenas os amigos de Heather, mas ela tinha a resposta. Segundo a publicação, a mulher via em Dave uma parte de si mesma em outra pessoa.

Em todo caso, quem se casa com outra pessoa sabendo que o futuro será extremamente triste, com alguma perda, tem muito amor. A postagem de Christina Lee, amiga de Heather, foi compartilhada em Love What Matters.

+  Mutação do coronavírus apresenta maior risco de infecção para as crianças

Confira o trecho:

“Um dos meus amigos mais queridos se casou na sexta-feira, 22 de dezembro, pelo homem dos seus sonhos. Ela lutou contra o câncer em estágio quatro que se espalhou por todo o corpo, mas estava determinada a se casar com sua alma gêmea. Menos de 24 horas depois, seu espírito voou para fora de seu corpo e se levantou para estar com Deus. Estou impressionado com o poder que o amor de Dave inspirou Heather mesmo em suas horas finais. Ela era seu grande amor e ele era dela. Heather, sinto sua falta e te amo mais do que posso suportar. Obrigado por compartilhar a jornada desta vida comigo ”, escreveu um amigo.

+  Dinheiro gasto na compra de leite condensado pelo Governo poderia comprar 7,8 mil cilindros

Você conhece uma história de amor digna de cinema?


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário