Carregando Notícia
Curiosidades

Mulher descobre que seu parceiro tinha outra esposa, cinco noivas e treze filhos: “Ele era um psicopata”

A mulher foi totalmente enganada e viveu uma experiência terrível.

Uma mulher simplesmente descobriu que seu amado marido levava uma vida dupla e tinha cinco noivas. O homem que é chamado de Will Jordan não só a traiu e teve também filhos atrás dela, mas, também a enganou totalmente para roubar milhares de dólares e até forçá-la a vender a sua própria casa.

PUBLICIDADE

Mary Turneré que é a protagonista desta louca história. Ela conheceu o marido Will Jordan online em 2000. O sujeito que no momento parecia o par perfeito, ele era muito calmo, carinhoso e também engraçado. Ele usou o tipo de técnica que líderes de culto e abusadores usam, me enchendo de amor desde o início, mesmo antes de eu conhecê-lo”, disse ela.

Will Jordan também pediu Mary Turner em casamento e ela logo aceitou, foi nesse exato momento que todos os problemas começaram. O sujeito também disse que trabalhava na CIA e usou esse álibi para viver tranquilamente com sua outra família sem problemas.

Modus operandi

O sujeito também a enganou e a fraudou de mais de US$ 70 mil em cartões de crédito. Além disso, ele também a enganou para vender sua casa com uma falsa ameaça de que seus inimigos queriam matar todos os seus filhos.

Ele estava me dizendo mentiras descaradas. Ele não só já tinha pelo menos seis filhos quando o conheci em 2000, como tanto sua esposa quanto a babá de sua esposa estava grávida dele na época”, disse Mary Turner. Que também acabou descobrindo que o sujeito tinha mais cinco noivas e simplesmente 13 filhos no total.

Decisão do juiz

A mulher, muito chocada, finalmente descobriu toda a verdade e o sujeito não mostrou nenhum remorso. Ele foi preso e condenado a dois anos e meio de prisão na Grã-Bretanha, depois de cumprir toda a sua sentença ele foi deportado para os Estados Unidos. No entanto, a mulher também recebeu depoimentos de outras mulheres que foram enganadas pelo mesmo assunto. Segundo Mary Turneré, o marido agia como se nada acontecesse, demostrou ser um verdadeiro psicopata que estava disposto a tudo para conseguir o que queria.

“Ele era um psicopata: ele parecia entediado no tribunal, como se fosse multado, e quando ele foi sentenciado não havia uma cintilação de emoção. Seus olhos estavam mortos”, disse Mary, que escreveu sua experiência em seu primeiro livro, The Bigamist.