in

Mulher fica revoltada após fiéis não votarem em pastor da Assembleia e áudio viraliza; “crentes safados”

O primeiro turno das eleições municipais, ocorrido no último domingo (15), trouxe grandes emoções e muitas histórias extraordinárias. Quase uma semana após as eleições, o tema ainda é comentado nas redes sociais. Na quinta-feira (19), a gravação de uma mulher detonando gente da igreja se espalhou nas redes sociais. A causa da indignação? Os membros da assembléia não votaram no pastor.

Com muita confiança  na vitória nas urnas para o cargo de prefeito de São José do Rio Claro, no Mato Grosso, o pastor Robson acabou sendo surpreendido ao ter conhecimento de que não foi eleito.

O conhecido líder religioso do município de Mato Grosso obteve apenas 443 votos, o que representou 5,38% dos votos, índice completamente diferente do esperado em uma cidade de pouco mais de 20 mil habitantes. Robson foi o último a entrar na Prefeitura. Levi Ribeiro (PODE) venceu com 3.542 votos.


A revolta da moça:

Insatisfeita com a situação, uma mulher aparentemente da igreja onde o pastor se reúne mostrou sua indignação com os “irmãos” em uma gravação de áudio que está circulando em grupos do WhatsApp e já se tornou viral nas principais redes sociais.

No áudio a moça conta que iria se expressar, e conta que o pastor é um homem ungido, a moça também afirma que ele era um homem digno e bom. Ela também conta que a igreja era falsa e que o povo também era falso por não votar no pastor Robson. Logo depois ela afirma que a igreja era uma vergonha e chamou os membros da igreja de “crentes safados”. 

Repercussão nas redes sociais:

Depois do vazamento, o áudio se tornou um dos temas mais discutidos nas redes sociais. No Twitter, o termo “Crente Safado” se tornou um líder nas tendências nacionais, e alguns usuários da Internet estão se divertindo com ​​os comentários feito pela esposa de Robson.