Pai matou o próprio filho para não ter que pagar pensão


Após quase dois meses de investigações, agentes do 118º DP (Araruama) prenderam Robson da Silva Ribeiro na quarta-feira pela morte de seu filho, Robson da Silva Ribeiro Jr, de apenas 13 anos. O corpo do menino foi encontrado no dia 10 de março, enterrado nas areias da Praia do Dentinho, no bairro da Praia Seca, em Araruama.


O comportamento criminoso de Robson começou na tarde de 6 de março, quando a criança desapareceu. Naquele dia, a vítima foi deixada na porta da escola por sua mãe, 15 de novembro.

+  Família diz que criança morreu engasgada, Polícia suspeita de violência sexual

O reconhecimento de Robson como autor do crime ocorreu após uma série de análises de câmeras de vigilância da cidade. De acordo com a polícia, foi possível rastrear todo o percurso da vítima após a saída da porta da escola e também o veículo do pai do menino.

No depoimento, o perpetrador até tentou criar uma história falsa usando nomes de outras pessoas. No entanto, as pessoas envolvidas no suposto episódio também foram chamadas para testemunhar e negar a discussão. Então Robson mudou seu discurso e disse que tinha convidado seu filho para ir à praia e o jovem teria se afogado por um descuido.

+  Sobrevivente do acidente de ônibus emociona internautas com relato: "Eu agarrei a minha filha e esperei o ônibus cair"

A polícia mantém a hipótese de que Robson matou seu próprio filho em uma disputa familiar sobre o pagamento de pensão alimentícia. O réu foi acusado de 118 PD.

+  Cantor famoso morre vítima de Covid-19, Calcinha Preta e amigos se despedem

PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário