PM morto em operação no Rio de Janeiro era responsável pelo sustento da mãe vítima de AVC

A batida policial que aconteceu no morro do Jacarezinho, acabou se tornando um dos assuntos mais abordados nas redes sociais. A ação que deixou cerca de 25 mortos estampou capas de jornais e sites, segundo relatos a ação teve uma baixa policial. André Leonardo de Mello Frias, de 48 anos, foi baleado na cabeça e foi ao óbito no local.

O agente da lei, foi considerado um herói por seus amigos de corporação, André deixou esposa e mais um enteado. A ação orquestrada pela polícia teve como objetivo invadir e desmantelar uma quadrilha que tinha como intenção alistar crianças e jovens para o mundo do crime. De acordo com o relatório policial, eles seriam treinados para executar todo o tipo de atrocidades.

+  Crueldade: assassinas de Rhuan assaram parte da coxa do garoto e deram à irmã de criação

O que foi visto por muitos como uma ação unilateral, gerou revolta nas redes sociais e a polícia começou a ser vítima de cancelamento mais uma vez. André que foi morto na ação, não deixou apenas uma esposa e um enteado, ele também era responsável por manter sua mãe, vítima de um AVC.

A história do polícia civil chegou a gerar grande comoção, e deixou familiares e amigos enlutados com a triste notícia. O Jacarezinho vale lembrar é um dos locais mais perigosos do Rio e seu acesso é bloqueado para policiais e outros agentes da lei.

+  Tragédia: mulher e duas crianças morrem em acidente causado por motorista bêbado e sem CNH

Um forte tiroteio tomou conta do bairro, de acordo com testemunhas o local virou uma verdadeira zona de guerra, no fogo cruzado 4 pessoas ficaram feridas 2 policiais e mais dois civis que estavam no metrô na hora do ataque.Segundo a polícia, a ação foi necessária, a fim de terminar com uma facção criminosa que atua na região age de forma semelhante a grupos terroristas, fazendo até o sequestro de trens da SuperVia.

+  Conheça a verdadeira historia da menina de 13 anos, que engravidou do homem de 40 anos e faleceu no parto

O corpo do PM será velado e enterrado junto com amigos da corporação, e ele deve receber uma menção honrosa. 


 


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário