in

Polícia encontra corpo em propriedade de João de Deus, e suspeita que seja de japonesa desaparecida

O corpo de uma mulher encontrada morta na Cachoeira da Abadiânia (GO) nesta segunda-feira é de Hitomi Akamatsu, de 43 anos. Segundo a Polícia Civil de Goiás (PCGO), uma japonesa sobreviveu ao desastre nuclear de Fukushima em 2011, no Japão, e desapareceu por mais de uma semana próximo ao Distrito Federal.

“Ela se mudou para o Brasil há cerca de dois anos para fazer cura espiritual na cidade. Segundo a informação, ela deixou o Japão após sobreviver a um acidente em uma fábrica em Fukushima, por isso procurou ajuda ”, explica o chefe Albert Peixoto. Hitomi era adepto dos procedimentos espirituais oferecidos pela Casa Dom Inácio Loyola, o famoso centro religioso onde trabalhava João Teixeira de Faria, João de Deus. A corporação, no entanto, não tem nenhuma ligação entre a morte do estrangeiro e a investigação envolvendo o meio anterior.

O PCGO investiga o desaparecimento de Hitomi desde domingo (15/11), quando um amigo da vítima denunciou à polícia que não tinha notícias do colega há uma semana.

Na segunda-feira, policiais civis foram informados pelo Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (CBMGO) que os militares haviam encontrado um corpo com características semelhantes às de Hitomi. As buscas foram realizadas com o auxílio de cães rastreadores. Com vestígios de asfixia, o cadáver encontrava-se em uma área de mata, próximo a uma cachoeira, na propriedade da casa espiritual que Hitomi frequentava, comandada por João Teixeira de Faria.

O jovem foi preso e se declarou culpado do crime. Os investigadores disseram que o suspeito disse que precisava de dinheiro para pagar uma dívida com traficantes de drogas locais. Então ele tentou atacar Hitomi, que respondeu. Com medo de denunciar, ele presumiu que havia pendurado a vítima em sua camisa e escondido o corpo.

Segundo a polícia, o menino disse ter cometido um crime na última terça-feira (11/10). No depoimento, o suspeito disse que inicialmente pretendia apenas roubar a vítima. Eventualmente, ele suspendeu a mulher e escondeu seu corpo em uma vala. O homem foi multado em flagrante pelo crime de ocultar o corpo e ordenou prisão preventiva. O relatório foi encaminhado para a Penitenciária de Alexânia (GO) onde fica à sua disposição

Fukushima O acidente da Usina Nuclear de Fukushima ocorreu em 11 de março de 2011. Na Usina Nuclear de Fukushima I, no Japão. O acidente ocorreu quando a usina foi atingida por um tsunami de magnitude 8,7, que levou ao derretimento de três dos seis reatores nucleares da usina. Cerca de 18.430 pessoas morreram de acordo com a Agência Nacional de Polícia. Durante esse tempo, os níveis de radiação nas proximidades da usina atingiram quase 10 vezes o limite de segurança estabelecido. Por este motivo, algumas cidades vizinhas à usina foram proibidas de acesso devido ao risco de radioatividade incomum.