Policial Militar é filmado espancando uma mulher que estava algemada.

Imagens que circulam nas redes sociais mosntram o flagrante de um ato de covardia cometido por um PM da cidade de  Bonito localizada cerca 247 quilômetros de Campo Grande (MS). O caso ocorreu em setembro mas no entanto as imagens foram divulgadas neste último domingo 22/11 após um longo debate sobre o despreparo de agentes de segurança pelo Brasil.

As imagens foram gravadas por câmeras do circuito interno do quartel da Polícia Militar de Bonito, nelas é possível ver o exato momento que um tenente da PM da cidade empurra a mulher com força brutal contra cadeiras, a mulher que está algemada tenta dar um chute no PM que aproveita a posição de vulnerabilidade da mulher e começa o espancamento brutal.

+  Vídeo: Mari Ferrer aparece sendo levada pelo empresário e causa revolta na web

Um outro PM nada faz além de olhar a cena, é uma mulher PM que tenta parar o tenente e o expulsa da sala onde as agressões brutais ocorreram contra uma mulher algemada.

O caso chamou a atenção da OAB que exigiu o afastamento imediato do PM da Polícia. Após a repercussão do caso neste final de semana, o comandante do CPA-3, coronel Emerson de Almeida Vicente, ordenou que seja instaurado um Inquérito Policial Militar para investigar a conduta do tenente. Segundo as informações a mulher havia sido presa após acusações de desacato a autoridade em um restaurante da cidade de Bonito.

+  Homem em prisão domiciliar ataca companheira grávida com 22 facadas

As imagens surgem em um momento delicado onde se discute o despreparo de homens que trabalham com a segurança pública e acaba tomando escolhas qua podem resultar até mesmo na morte de terceiros.

Aqui resolvemos não mostrar o vídeo por ser muito forte, mas fica claro no vídeo o despreparo emocional do tenente que além de jogar a mulher com força bruta contra as cadeiras começa a socar a vítima com uma raiva brutal que chega a assustar. As imagens assustam pela violência empregada pelo PM, o caso agora é acompanhado pela OAB.

+  Caso Heloísa: Morte de bebê em piscina tem reviravolta; laudo do IML descarta afogamento

PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário