Policial tortura esposa colocando cacos de vidro em sua boca e cortando as solas dos seus pés

O crime de violência contra mulher está cada vez aumentando no Brasil e assustando as autoridades. Agressões verbais e físicas vem sendo amplamente divulgado nas redes sociais.

Nesse caso, um policial militar já reformado, de 41 anos, foi detido na noite deste sábado (21), em Montes Claros (MG). O profissional da área de segurança é suspeito de torturar física e psicologicamente a esposa, de 37 anos.
O caso ocorreu após o militar ir até o trabalho da companheira, na área urbana, e conduzi-la até um matagal em Cabeceiras, na zona rural da cidade.

+  após engolir pedra sanitária e vomitar líquido rosa, Menina de 2 anos morre

“Ele começou a agredi-la no próprio veículo, socando a cabeça dela na janela. No matagal, de forma grave, ele obrigou a vítima a colocar cacos de vidro na boca e cortou a roupa e as solas dos pés dela com objeto cerâmico. Ele pisou no corpo dela, deu murros, socos, puxões de cabelo, até um osso de boi foi usado para causar violência”, revelou a delegada Áurea Alessandra de Freitas.

Após as monstruosidades que homem fez com a vítima, o ele a esposa retornaram para a área urbana de Montes Claros. Ao passarem pela avenida João XXIII, exatamente em frente ao Hospital Aroldo Tourinho, a vítima em um ato de desespero, conseguiu abrir a porta do carro e sair correndo.

+  Assassino manda mensagem antes matar brutalmente sua ex na frente de toda a família: “gosta de surpresa?”

Ainda segundo a delegada, a vítima conseguiu se jogar do automóvel e correu para o hospital para pedir ajuda. Prontamente ela foi atendido pelos médicos de plantão, que comunicaram a Polícia Militar. 

“Se ela não tivesse conseguido fugir dele, provavelmente não sobreviveria”, afirma a delegada.

Inicialmente os laudos constataram lesões graves, cruéis e compatíveis com o crime de tortura.

A delegada que assumiu o caso afirmou que o policial submeteu a companheira a um intenso sofrimento físico e mental. A mulher estava tão ferida que não aguentou fazer todos os exames e acabou desfalecendo. Sendo assim, o médico legista teve que a encaminhar para a Santa Casa de Montes Claros para receber um atendimento mais profundo.

+  Gás de cozinha pode chegar a R$ 200 ainda neste ano

De acordo com a assessoria de imprensa do hospital, a paciente encontra-se estável, medicada e realizando exames.

O policia fugiu para casa da mãe onde foi preso e conduzido a Delegacia de Plantão. Após ser ouvido, o mesmo foi levado para o Batalhão da Polícia Militar.


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário