Velório e enterro de João Alberto, morto no Carrefour, é marcado por revolta e comoção

Porém, o caso é realmente nojento, a forma como o homem foi brutalmente assassinado pelos guarda-costas do Carrefour que não ajudaram a família. Depois, a reportagem de Milena Borges no sábado de manhã, que deixou as pessoas ainda mais rebeldes, um supermercado tão famoso que manchou gravemente a sua imagem.

Mas o supermercado está perdendo credibilidade, respeito e clientes, hoje amigos e familiares de João Alberto foram ao seu velório, que não tinha apoio do Carrefour. Como o dono do Carrefour pôde permitir que ele fosse tão insensível a ponto de não se preocupar com a vida humana? Porém, o pai do homem, João Batista Rodrigues, muito emocionado, também disse que só queria justiça, nada mais, Ele então insistiu na importância de denunciar o racismo, quando o fizesse, o Brasil e o mundo ficaram chocados com esse ato covarde.

+  Imagens mostram menino exausto por trabalhar o dia todo na rua, para ajudar a mãe

Vídeos e fotos: O funeral e funeral de João Alberto, falecido no Carrefour, é marcado pela rebelião e confusão; Verifica: No entanto, mesmo que tenhamos que ver e relatar tal brutalidade, essas pessoas são monstros que não se importam com ninguém além de si mesmas. Então, como está a família do menino agora? Beto, como os amigos o chamam, nunca mais vai voltar e sua mulher está traumatizada. No mês que vem, eles planejavam se casar e até escolheram padrinhos de casamento.

+  Casal do ES morre de Covid-19 com diferença de seis horas

+  Muita comoção no enterro das primas mortas por bala perdida em Duque de Caxias -RJ

 


PRÓXIMO ARTIGO →

Deixe um comentário