Carregando Notícia
Notícias

Vídeo mostra momento em que ex-repórter da Record é balead0 no rosto durante um assalto

O crime de latrocínio aconteceu na noite do último domingo, dia 14 de agosto. O incidente ocorreu por volta das 19h

O professor e jornalista que já atuou na Record, Egberto Caliani, que tem 39 de idade, foi baleado no rosto durante um assalto que ocorreu na Vila Dalva, na cidade de São Paulo. O profissional da imprensa e docente, está internado em estado grave no Hospital das Clínicas, da capital, onde foi submetido a duas cirurgias.

PUBLICIDADE

Segundo uma reportagem, esse incidente ocorreu por volta das 19h. Ele, acompanhado de um amigo, estava dirigindo para casa quando eles foram abordados por dois homens em uma motocicleta. Toda essa ação foi capturada por uma câmera de segurança residencial das proximidades.

Nessas imagens é possível notar que a motocicleta se aproximando do carro do profissional. O passageiro, munido de um revólver, desceu da moto e anunciou esse assalto. O bandido colocou parte do seu corpo dentro do carro e pegou o aparelho de celular que estava no bolso de Egberto. Além do assalto, antes de fugir, o criminoso atirou no professor.

O amigo do profissional de imprensa, que estava no carro com ele, disse para a polícia que Egberto não reagiu e que estava com os braços levantados quando foi atingido pelo tiro. Consciente, o jornalista ainda tentou sair do local com o veículo, mas desorientado, bateu o carro em um poste. Egberto foi socorrido por um vizinho, que é pastor e estava em uma igreja na rua em que ocorreu o crime.

Esse homem colocou Egberto dentro do carro e foi em direção para um hospital. Só que, no caminho, se depararam com uma viatura da Polícia Militar que estava patrulhando o bairro. Egberto foi colocado dentro veículo e levado consciente até o Hospital Universitário da USP. Também no domingo, o jornalista foi transferido para o Hospital das Clínicas, onde passou por duas cirurgias no rosto.

Segundo a família de Egberto, ele está na UTI e seu estado de saúde ainda é grave, mas está estável. O amigo do jornalista, que também estava no carro no momento do assalto, teve a mão quebrada devido ao impacto do carro no poste. Ele passa bem.

Nascido na cidade de Campinas, interior do estado de São Paulo, o jornalista trabalhou como repórter de emissoras grandes, como SBT e Record TV e também morou em diversas cidades brasileiras. Há oito anos é repórter da Record TV, na cidade de São José do Rio Preto, para onde foi no final do ano passado. Desde janeiro, trabalha na capital paulista como professor da rede estadual de ensino, dando aulas de português.

Essa tentativa de latrocínio foi registada e será investigada pela Polícia Civil de São Paulo. Acima você pode assistir a esse momento em que o agora professor, levou um tiro.